Permacultura

A permacultura, também chamada de agricultura permanente, foi criada na segunda metade dos anos 70, por meio das idéias de Bill Mollison e David Holmgren, na Austrália. As espécies vegetais são dispostas da forma mais próxima possível dos ecossistemas naturais e integradas com animais e florestas, baseando-se em princípios agroecológicos. O Centro Rural de Educação é considerado a primeira instituição oficial da permacultura nos EUA e foi fundado em consequência da viagem feita por Bill Mollinson e outros pioneiros daquele país.

Nesta corrente se procura praticar uma agricultura da forma mais integrada possível com o ambiente natural, imitando a composição espacial das plantas encontradas nas matas naturais. Envolve o cultivo de plantas aliadas à produção de animais. Algumas vezes é referido como um sistema “agrosilvopastoril”, que busca integrar lavouras, com espécies florestais e pastagens e outros espaços para os animais, considerando os aspectos paisagísticos e energéticos.

imagem-ovo-da-vida

O formato oval, do símbolo da permacultura, representa o ovo da vida; aquela quantidade de vida que não pode ser criada ou destruída, mas que é expressa e emana de todas as coisas vivas. Dentro do ovo está enrolada a serpente do arco-íris, a formadora da terra dos povos aborígines. No centro está a árvore da vida, a qual expressa os padrões gerais das formas de vida. Suas raízes estão na terra e sua copa na chuva, na luz do sol e no vento. O símbolo inteiro e o ciclo que representa, é dedicado à complexidade da vida no planeta terra” (Fonte: Introdução a Permacultura, de Bill Mollison)